Maior idade em todos os sentidos?

30 de outubro de 2012


Olá pessoal!

Hoje eu comemoro o meu aniversário. São 21 anos de vida, e segundo a lei, atingi a maior idade em todos os sentidos, ou melhor em quase todos (para ser presidente ou governador, devo possuir 32 anos...).

É engraçado como completar 21 anos pode parecer tão importante para uns e apenas mais uma data para outros.

Para mim, é um tanto de meio termo. Fiquei contente este ano pois devido ter ganho muitos novos amigos de verdade, nunca havia recebido tanto Parabéns em um dia só. Também foi o primeiro dia de aniversário que não ganhei folga premiada, ou seja, trabalhei e foi muito boa a recepção de todos (mais contente ainda pelo fato de diversos colegas/amigos terem me presenteado com deliciosos bolinhos Bauducco (Não é patrocinador, mas sim meus favoritos bolinhos para acompanhar café... nham nham!)... 

A parte chata de ser mais velho e comemorar aniversários, é que se não arquitetarmos e organizarmos a nossa própria festa, não teremos parentes e amigos todos juntos em uma única confraternização. 

Esse ano, por motivos alheios a sua própria vontade, minha mãe não pode permanecer comigo, como todos os demais aniversários. Claro que ela, de certa forma, buscou se fazer presente, mas o fato de não ter o dia todo com ela, juntos e felizes, como todos os anos, me deixou descontente...

Mas a vida... é uma caixa de surpresas, e numa bela manhã de sol, Joseph Climber... Risos! Não consigo tirar esse vídeo da cabeça... Vou voltar a temática do post.

A maior idade nos tempos de hoje, de certa forma, perdeu o sentido. Muitos jovens começam a praticar pequenos delitos (devido a sua condição de ser "menor de idade") desde a sua pré-adolescência, como beber, fumar, dirigir, desde a sua pré-adolescência, logo a tão ansiosa espera pelos 18 anos da liberdade (onde podemos fazer quase tudo) e os 21 anos, onde a lei determina que nós somos plenamente responsáveis e capazes por nós mesmos, perderam seu charme e sua essência. Nada mais tem o fator novidade.

Não sei se isto é bom ou ruim... São valores societários que mudam a cada dia... Sei lá. Hoje tudo parece tão cedo e tão rápido que chego a me sentir obsoleto, no início de meus 21 anos. Risos.

Todavia entendo esse meu sentimento, pois tive uma criação de certa forma mais rígida e voltada a formação, logo nem tive muito tempo para extravasar rebeldias, ou cometer infrações quando adolescente. E isso para mim foi muito bom, pois sinto-me mais seguro diante do mundo, do que muitos que viveram loucamente a sua pré-fase adulta.

Pelo visto esse post tem sido de muitas divagações, que não se encaixam entre si. Acho melhor voltar pro Facebook, por agora, e em outra hora escrever algo por aqui.

Risos! E como eu tenho demorado para escrever por aqui.

Vida corrida dá nisso. Trabalho, mudanças, estudo, sites, responsabilidades, relacionamentos... e sempre a sensação de que não terminou nada, mas que sempre tem muito a se fazer. Claro, sei que muitas etapas e desafios já foram concluídos, mas o dinamismo da vida tende e não me permite pensar que enfim terminei, mas sim que estou numa interminável jornada em rumo ao sucesso, ao futuro e também ao fim, que por outro lado poderá ser um novo começo. Esse é o prazer de viver.



Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2009 - 2016 © Dimithri Vargas - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade do portal MAXX, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o portal